Para nós, o Dia da Mulher é sempre uma data de muita reflexão! As mulheres são sinônimos de força e determinação, mas ainda carregam alguns estigmas sociais marcados pela nossa cultura e história.

Para cada mulher conquistar a posição que chegou hoje, houveram muitas lutas e perseguições ao longo do tempo. A primeira conquista das mulheres brasileiras veio com uma lei em 1827, que permitia que meninas frequentassem colégios e estudassem além da escola primária.

Nós sabemos que a narrativa histórica vivida pelas mulheres é longa e que a igualdade está longe de ser alcançada. Precisamos refletir sobre o que cada uma dessas mulheres lutaram para que muitas conseguissem, inclusive, mais posições de destaque no mercado de trabalho!

Servindo de inspiração para muitas outras, Isabela Santos Murad, nossa gerente do time de Atendimento, recentemente assumiu o desafio de também gerenciar o time de Conteúdo do Cuponomia, ganhando mais destaque com uma liderança dupla! Demais, né?

Segundo ela, “por essência, a mulher já administra de forma natural várias atividades, como a vida de mãe, esposa, dona de casa e profissional… Cada vez mais vemos mulheres alcançando cargos de liderança, já temos grandes empresas comandadas por mulheres, mostrando que elas têm muita versatilidade, organização e que fazem um trabalho brilhante”, comentou.

“A visão de que cargos de liderança  são para homens, como algo que exige uma postura mais firme, cheia de racionalidade, às vezes pouco envolvimento, vem mudando muito. A mulher tem se mostrado cada vez mais preparada para estar à frente do negócio, fazendo trabalhos incríveis de gestão, trazendo grandes resultados. Acho que possuímos uma empatia e delicadeza que fazem a diferença nos dias atuais e trazemos essa habilidade de executar, planejar várias tarefas com eficiência, mas lidando com os problemas que surgem no dia dia de uma forma mais leve”, destacou Isabela.

As desigualdades persistem nos cargos de liderança nas empresas. De acordo com o Ministério da Economia (VC S/A, 2020), as mulheres detêm 42,4% das funções de gerência, 13,9% de diretoria e 27,3% de superintendência. 

“Infelizmente ainda temos lugares mais resistentes, áreas em que há diferença de postos entre as mulheres e os homens, que pode até afetar em diferenças salariais, mas isso vem mudando gradativamente. Alguns homens ainda olham diferente quando tem uma mulher no comando, ou às vezes a tendência de não ouvir as opiniões de forma igual. Felizmente eu já vivo uma realidade diferente, ser mulher não foi um problema para que eu assumisse cargos de liderança, mas eu sei que isso ainda não é a realidade de todas”, alegou.

Nós, do Cuponomia, ficamos orgulhosos em ter pessoas inspiradoras no time, protagonistas da sua carreira, assim como é a Isabela. Desejamos que, em um futuro muito próximo, as mulheres estejam cada vez mais ocupando posições estratégicas e fazendo diferença no mundo dos negócios!

 

Gostou do post? Deixe sua opinião aqui:

Post escrito por:

Julia Carvalho